A falta que um backup faz...



ARTIGOS Em meados do ano 2000 eu estava na casa de um amigo no bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro, e pude testemunhar com tristeza uma situação pra lá de desagradável. Havia um pouco mais de dois meses que a mãe deste amigo estava escrevendo um livro em espanhol sobre Astrologia e por acaso, naquele dia, ela estava finalizando o seu trabalho. A expectativa era grande pois ela havia gasto muito tempo pesquisando, rascunhando e digitando. E naquele dia ela estava ansiosa e exausta, digitando as últimas linhas do livro em seu notebook.

Estávamos na sala conversando quando ouvimos um grito de desespero. Corremos até o escritório e a vimos aos prantos, chorando, dizendo que havia perdido todo o seu trabalho. Mas como? Ela não havia salvo o seu texto? Havia sim. Mas a mente cansada prega sustos por meio de pequenas bobagens. Ao digitar o ponto final no texto de quase 300 páginas, ela sem querer utilizou as seguintes sequências de teclas que o editor de texto Microsoft Word interpretou da seguinte maneira:

1º) Crtl + T (selecionar tudo)
2º) B (substituir o texto selecionado pela letra “b”)
3º) Fechar Word + Salvar (fechar o programa, salvando as alterações)

Não entendeu? Eu explico: Quando as teclas Crtl (Control) e a tecla “T” são pressionadas ao mesmo tempo, o Word entende que é para selecionar todo o texto. Essa função é útil quando temos a intenção de formatar um texto (mudar a fonte da letra, o tamanho, o espaçamento...). Após selecionar todo o texto, se digitarmos qualquer outra letra no teclado, o Word interpreta como uma ordem para alterar tudo o que está selecionado para, em seu lugar, substituir pelo o que for digitado, que pode ser apenas uma letra ou número.

Até este ponto não tem problema, pois ainda há tempo de reverter as alterações realizadas através de duas opções: Ctrl + Z (desfazer as últimas alterações) ou fechar o programa SEM SALVAR. Salvar é uma confirmação. Não salvar é uma negação. Em seu desespero, a escritora entrou em pânico ao ver todo o seu texto “desaparecer” na sua frente, e tentou fazer qualquer coisa para recuperar o seu trabalho. Mas ela fez o inverso: fechou o editor de texto confirmando as recentes mudanças realizadas, ou seja, substituiu todo o texto selecionado pela letra “b”.

Na verdade, a intenção dela ao pressionar a letra “b” foi salvar o seu texto. No editor de textos Word, o atalho no teclado para salvar é pressionar Ctrl + B ao mesmo tempo. Ela esqueceu da tecla Ctrl, e pressionou o “b” sozinho, realizando assim a mudança do texto selecionado. Ou provavelmente ela confundiu as letras “b” (salvar) pelo “t” (selecionar tudo). Passado o susto, ainda tentamos recuperar o seu trabalho de várias formas, utilizando técnicas e métodos diferentes, mas não conseguimos. O texto havia sido eliminado completamente. Ela chorou por horas, e nos sentimos frustrados pela incapacidade de reverter aquela situação. Foi triste. Lamentável.

Para evitar possíveis perdas no computador, o ideal é ter uma cópia de segurança (backup) dos arquivos mais importantes, como documentos, imagens e vídeos. No computador você pode reinstalar um programa a qualquer momento (Word, Excel, Power Point...) mas redigitar todos os textos ou registrar as mesmas fotos ou vídeos, no mesmo lugar ou momento onde foram feitos, pode ser algo impossível de se refazer.

Por isso tenha o hábito de, de vez em quando, salvar seus arquivos mais importantes, copiando-os para fora do computador. O modo mais fácil é espetar um pendriver ou HD externo na porta USB e sair copiando tudo. Você também pode gravar seus arquivos em DVD ou salvar nas nuvens através dos serviços gratuitos ou pagos de armazenamento online. Mas não fazer nada é um erro. Não ignorar o backup é garantia de uma noite tranquila de sono.

492



LINKS: Home | Quem Sou | Artigos | Educação | Literatura | Fotos | Fale Conosco | Mapa do Site


REDES SOCIAIS: Facebook | Twitter | Instagram | Googleplus | Youtube | Linkedin